CUIDADOS AO UTILIZAR ADOÇANTES

15/05/2012 22:25

De tempos em tempos os adoçantes voltam aos noticiários. Os adoçantes dietéticos são, em sua maioria, compostos a partir de substâncias não calóricas, naturais ou sintéticas, conhecidas como edulcorantes e que são responsáveis pelo por conferir o sabor adocicado. Cada vez mais esses produtos ganham adeptos, mas para sabermos como utilizá-los corretamente sem prejudicar nossa saúde é melhor esclarecermos as diferenças entre eles. Os principais adoçantes são:

- SACARINA: Foi a primeira substância adoçante a ser descoberta, em 1878. Possui poder adoçante 200 vezes maior que a sacarose (açúcar branco). Estável em altas temperaturas sem perder a capacidade adoçante, é muito utilizada em combinação com outras substâncias. Isento de valor calórico.

- CICLAMATO: Foi descoberto em 1939 e continua sendo bastante utilizado pelas indústrias alimentícias até os dias de hoje. É 40 vezes mais doce que a sacarose, mas pode apresentar um leve gosto residual. Suporta altas temperaturas e meios ácidos sem perder o poder de doçura. Também apresenta 0 kcal/g.

- ASPARTAME: Descoberto em 1954. Possui sabor agradável e semelhante ao açúcar branco, no entanto, tem potencial adoçante 200 vezes maior, sendo utilizado em pequenas quantidades. Perde sua eficiência em altas temperaturas e quando armazenado por muito tempo. É muito utilizado no setor alimentício, principalmente nos refrigerantes diet. Possui 4 Kcal/g.

- ACESULFAME-K: Criado em 1960, este adoçante possui a maior resistência a diferentes temperaturas e adoça 200 vezes mais que a sacarose. Não é calórico nem apresenta sabor residual, entretanto, apresenta pequenas quantidades de potássio e deve ser utilizado com cuidado por pacientes com insuficiência renal crônica.

- STÉVIA: Originária da fronteira do Brasil com o Paraguai foi descoberta em 1905 e é extraída a partir do steviosídeo, um edulcorante vegetal com poder adoçante 300 vezes maior que a sacarose. Tem estabilidade em altas temperaturas e não apresenta contra-indicações.

- SUCRALOSE: Descoberta em 1976, a sucralose é um edulcorante artificial não calórico que adoça 600 vezes mais que a sacarose. Possui taxa total de excreção de 92,7% em 13 horas pelo organismo. No Brasil o uso de sucralose em produtos alimentícios está aprovado desde 1995.