ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL SEM CARNE

26/09/2012 21:08

 

 

O número de adeptos às dietas vegetarianas tem aumentado a cada dia e é necessário esclarecer algumas dúvidas importantes sobre a alimentação sem carne. Diversos estudos científicos mostram que uma dieta vegetariana diminui o risco de câncer, diabetes e doenças cardiovasculares, mas para isso, é fundamental que a alimentação seja equilibrada e variada.

 

É considerado vegetariano todo indivíduo que não consome nenhum tipo de carne (vermelha ou branca), no entanto, existem algumas variações neste tipo de alimentação, como os lactovegetarianos, que consomem leite e derivados em sua dieta; ovolactovegetarianos, que utilizam ovo, leite e derivados na alimentação; veganos ou “vegans”, os quais não consomem nenhum tipo de alimento de origem animal.

 

O vegetariano que não consome somente a carne deve consumir outros alimentos fonte de proteína animal, como leite e derivados (queijos, manteiga, iogurte, coalhada etc.).

 

Os principais alimentos fonte de ferro são as leguminosas (feijões, soja e lentilha), verduras verde-escuras (agrião, couve, espinafre), cereais integrais (aveia, quinoa, linhaça), oleaginosas (nozes, amêndoas, castanha de caju) etc.

 

As quantidades de ferro e proteína necessárias para cada indivíduo são diferentes em cada fase da vida, como por exemplo, na infância, adolescência e na gestação.

 

O ácido ascórbico (vitamina C) potencializa a absorção de ferro, sendo indicado consumir uma fruta cítrica junto às principais refeições.

 

A suplementação nutricional é indicada para repor a vitamina B12, ferro e ômega-3 que não são ingeridas através da alimentação de quem não consome carne. Alguns cuidados nutricionais são diferentes para os vegetarianos, mas nada que justifique uma maior preocupação em termos de necessidade de suplementação, uma vez que muitos indivíduos que consomem carne também podem apresentar tais deficiências nutricionais.

 

O acompanhamento nutricional é extremamente importante para garantir a alimentação balanceada e prevenir a carência de vitaminas e minerais, principalmente a anemia.